Para o Mecânico

5 eventos automobilísticos brasileiros para mecânicos acompanharem

Se você, além de mecânico, também é apaixonado por carros, nada melhor do que ficar ligado nos eventos automobilísticos brasileiros. Essa é hora que as montadoras expõem seus melhores carros.

Além de passeios fantásticos, os eventos, competições e encontros unem carros de Fórmula 1, Stock Car e até videogames. Para motivar sua equipe de trabalho, considere convidá-los a visitar alguns desses, pois podem se tornar oportunidades únicas de aprendizado e divertimento.

A maior vantagem de estar presente nesses programas é ver de perto grandes nomes da indústria automotiva. E, claro, você ainda tem a oportunidade de tirar fotos com alguns dos carros que estão entre os mais caros e almejados do mundo.

Quer saber um pouco mais sobre os eventos automobilísticos que acontecem, ou já aconteceram, por aqui? Confira este post e fique por dentro!

 

1. Fórmula 1: Grande Prêmio do Brasil

A Fórmula 1, também conhecida como F1, é o maior espetáculo do automobilismo no mundo. Do esporte, é a modalidade em que existem os maiores investimentos e maior avanço tecnológico. Sua primeira corrida aconteceu em Londres, em 1950. Desde então, só foi paralisada entre os anos de 1939 e 1945.

Já o Grande Prêmio do Brasil nasceu em 1972, tornando-se parte do campeonato anual desde 1973. O evento acontece no Autódromo José Carlos Pace, conhecido pelos brasileiros como Autódromo de Interlagos, em São Paulo. A pista possui cerca de 4.300 m e já sofreu várias alterações desde sua inauguração.

No ano de 2007, o prêmio foi o evento esportivo com segunda maior audiência transmitido pela televisão, com 78 milhões de espectadores, perdendo somente para a final do Super Bowl.

Nos últimos anos, simuladores com realidade virtual ficaram disponíveis em alguns setores do público do autódromo. Além do F1, oficial do evento, outros jogos também marcaram presença, como Forza Motorsport e Gran Turismo Sport.

Uma dica pra quem vai comparecer é levar protetor solar, óculos, boné e capa de chuva. Existem algumas restrições sobre o que se pode levar para dentro do autódromo, então confira todas as regras antes de sair de casa.

 

2. Stock Car

O Campeonato Brasileiro de Stock Car é outra modalidade de automobilismo, existe desde 1979. Com corridas em diferentes estados brasileiros, possui 12 rodadas e aproximadamente 30 carros na disputa. Uma das rodadas é conhecida como Corrida do Milhão, tendo duração maior que as demais e premiação de R$1 milhão.

Uma curiosidade é que na Stock Car as equipes não possuem os próprios motores. Todos são recolhidos pelo fabricante no final de cada temporada e depois sorteados entre elas novamente.

Diferentemente do que se imagina, as arquibancadas e camarotes das corridas são preenchidas por públicos variados. Homens, mulheres, crianças, jovens e os mais idosos marcam presença em todas as cerimônias.

 

3. Copa Truck

Homologada pela Confederação Brasileira de Automobilismo em 2017, a Copa Truck veio substituir a antiga Fórmula Truck. A nova competição soma os pilotos e equipes da antiga categoria e é composta apenas por caminhões preparados para disputar corridas.

Sua primeira temporada em 2017 foi dividida em Copas Centro-Oeste, Sul/Sudeste e Nordeste, cada uma com duas provas e vencedores independentes, além do ganhador final.

Para 2018, o sistema terá oito rodadas duplas, agora com etapas Centro-Oeste, Sul, Sudeste e Mercosul, que terá corridas na Argentina e Uruguai. Todas serão seletivas para a Grande Final, programada para dezembro.

 

4. Fórmula Indy

Nomeada primeiramente como Indy Racing League, a IndyCar é a instituição que colabora com as principais competições de monoposto — veículo no qual só cabe uma pessoa — nos EUA.

Possui três competições, a IndyCar Series, a Firestone Indy Lights e a USF2000, sendo a primeira a principal entre elas. Sua principal prova é conhecida como 500 Milhas de Indianápolis, no estado norte-americano de Indiana.

A Fórmula Indy contém várias características diferentes da Fórmula 1, como:

  • maioria das corridas em pistas ovais;
  • provas diurnas e noturnas;
  • uma única empresa fornece todos os carros, que consequentemente são todos iguais;
  • carros maiores e mais pesados;
  • tanque de combustível menor;
  • carro com direção mecânica;
  • permite equipes com mais de dois carros e com pinturas diferentes;
  • todos os carros que se apresentam no grid recebem pontuação;
  • o piloto com volta mais rápida e mais voltas lideradas recebe pontuações extras.

No Brasil, o prêmio aconteceu pela primeira vez em 2010, na cidade de São Paulo. O trajeto foi criado passando pelas avenidas e ruas da cidade, incluindo o Sambódromo. Com 1500 metros, a Marginal Tietê se tornou a maior reta da competição em todo o mundo. Sua última edição em terras brasileiras foi em 2013.

 

5. Rally dos Sertões

É uma competição de rali brasileira e tem dez dias de duração. Uma característica incomum em relação às outras competições, o Rally dos Sertões tem em meio a seus competidores carros, motos, caminhões, quadriciclos e UTVs, cada qual competindo em sua categoria.

A Ação Ambiental do evento é uma equipe responsável por cuidar das questões de limpeza e cuidado das cidades onde passam. Recolher o lixo deixado pelos acampamentos da prova e indenizar qualquer proprietário rural que tenha sido lesado pela corrida estão entre as suas funções.

Com um roteiro diferente todo ano, uma das provas já teve mais cinco mil quilômetros e pôde passar por estados de todas as regiões. Em 2012, o espetáculo completou 20 anos de história e contou com 207 competidores, 132 veículos e 53 equipes. Com largada na cidade de Fortaleza, no Ceará, a disputa passou por mais quatro estados: Pernambuco, Piauí, Maranhão e Tocantins.

Nessa competição, os pilotos largam separadamente em intervalos de no mínimo 30 segundos e no máximo 2 minutos. Dessa forma, eles provavelmente não terão problemas com colisões ao dividir as pistas.

Na saída primeiro vão as motos, seguidas pelos quadriciclos, os UTVs, os carros e depois os caminhões. O campeão do torneio é aquele que fizer o menor tempo na soma de cada um dos dias das etapas.

Se você gostou deste post e das dicas sobre os principais eventos automobilísticos brasileiros e quer ter acesso a mais conteúdos exclusivos, siga a Fras-le no Facebook, no Twitter, no LinkedIn e no nosso canal no YouTube e fique sempre por dentro das atualidades do mercado!