Quais os riscos de ter um carro muito tempo parado na garagem

Muitas pessoas precisam deixar o carro parado na garagem para fazer uma viagem, e uma dúvida frequente entre os proprietários é: manter o carro muito tempo parado pode causar algum problema mecânico? A responsa é sim, existem alguns fatores prejudiciais em deixar o veículo estacionado por muito tempo.

Para sanar as dúvidas de todos os motoristas, reunimos neste post as principais informações sobre o tema. Por meio dele, você vai descobrir qual é a razão pela qual manter um carro muito tempo parado pode fazer com que ele sofra desgastes e quais são os maiores problemas encontrados pelos donos dos veículos que ficam na garagem.

Quer saber mais sobre quais são os riscos de ter um carro parado por muito tempo? Continue a sua leitura!

Qual é a importância de manter o carro em uso?

Os automóveis são formados por conjuntos de peças, sistemas e fluídos elaborados para serem usados constantemente. Sendo assim, quando um carro é deixado parado por um longo período, algumas degradações podem ocorrer, trazendo prejuízos para o proprietário.

Um exemplo é o ressecamento do óleo e a oxidação dos fluidos, que são consequências causadas pelo repouso prolongado do automóvel e que traz diversos problemas, principalmente para o motor dos automóveis.

Para que não ocorram tais complicações, é preciso utilizar o carro frequentemente. Caso isso não seja possível, sugere-se que os donos se atentem aos sinais que o veículo vai apresentar. Em alguns casos, pode-se perceber ruídos ao ligar o veículo ou quando acionar o sistema de frenagem.

Quais são os principais problemas encontrados em um carro muito tempo parado?

Ainda que os carros fiquem parados, eles podem ter desgaste de peças. O ideal é fazer uma revisão para que seja realizada uma manutenção nos itens deteriorados ou desgastados. Alguns elementos podem necessitar serem trocados no decorrer do tempo.

Veja abaixo alguns dos problemas encontrados pelos proprietários dos veículos que ficam parados!

Questões com o freio de mão

Se o carro permanecer um tempo parado, as lonas de freio podem ficar coladas. Nessa situação, ao dirigir o automóvel, pode acontecer de as rodas travarem involuntariamente. Caso o veículo fique estacionado em uma garagem plana, uma dica para que o freio de mão não se estrague é não acioná-lo. Para que ele se mantenha no lugar, basta deixar uma marcha engatada e um calço nas rodas.

Problemas com ferrugem

Se o seu veículo está parado há muito tempo, significa que é necessário ter alguns cuidados com ele, afinal, pode-se acumular sujeira como poeira. Caso o carro esteja em contato com a chuva ou exposto ao sol, poderão aparecer algumas manchas em sua pintura, além de haver grandes chances de aparecerem ferrugens em suas peças.

Os custos de recuperar um automóvel enferrujado variam de R$ 100,00 a R$ 5.000,00. Para que isso não aconteça, algumas medidas de prevenção podem ser tomadas. É possível fazer uma pulverização com um bom óleo na parte do motor e passar cera na lataria do veículo. Isso fará com que ele se mantenha em bom estado por um longo período.

Bateria descarregada

O elemento que mais sofre quando o veículo está muito parado é a bateria. Ela é encarregada de fornecer energia para o automóvel, alimentando os sistemas eletrônicos e de segurança que podem ficar em modo standby e gerar problemas futuros.

Assim como as demais peças do veículo, a bateria precisa ser trocada sempre que necessário. Por isso, se houver necessidade, talvez seja fundamental efetuar a troca do elemento.

Quais são os principais cuidados caso seja necessário deixar o carro muito tempo parado?

Caso seja impossível não deixar o carro muito tempo parado e o período for ultrapassar dos 20 dias, o proprietário pode tomar algumas medidas para que o automóvel se mantenha intacto. Um dos primeiros atos é fazer uma limpeza completa no carro. Veja abaixo quais são os outros cuidados a serem tomados!

Encher o tanque

Encher o tanque de combustível pode ser uma boa opção. Além de conservar o reservatório e o combustível por maior tempo, quando você chegar em casa ou na empresa e for utilizar o veículo, vai poder dirigir sem ter que ir ao posto de gasolina para abastecer. Não se preocupe, pois não existe prazo de validade formal para os combustíveis etanol e gasolina.

Desconectar o cabo negativo da bateria

A bateria é um dos primeiros componentes que sofre com a ação do tempo e com o carro parado. Como os automóveis têm muitos itens que consomem bateria, tais como as luzes, aparelho de som, alarme, travas de segurança e vidros elétricos, ela não vai receber carga devido ao fato de não ter o giro do motor. Dessa forma, ela não se mantém carregada por muito tempo.

Caso aconteça de a carga da bateria acabar, o motorista não conseguirá dar a partida no motor. Portanto, se você tiver que deixar o carro parado, uma boa opção é desligar o cabo negativo da bateria, pois essa medida ajuda a manter a carga por mais tempo. Isso devido ao fato de fazer cessar o consumo dos sistemas eletrônicos.

Ter atenção aos equipamentos eletrônicos

Vale salientar que antes de desligar o cabo da bateria, o dono do automóvel deve estar ciente de algumas consequências que essa ação pode gerar. Entre as principais ocorrências, podemos citar a perda das memórias e das programações dos equipamentos eletrônicos e, possivelmente, as horas do relógio terão que ser ajustadas.

O ideal é fazer isso se o carro estiver em um local seguro, visto que terá que estar com o alarme desligado. Isso não é aconselhado na maioria dos casos devido ao fato de o veículo estar em um local que não seja considerado confiável e seguro. Sem contar que é importante ler o manual antes de desconectar o cabo, tendo em vista que o modelo de carro pode ter sistema eletrônico com código, e esse procedimento não é uma boa opção.

Então, agora que você já sabe o que fazer quando tiver um carro muito tempo parado e que entendeu que o seu veículo precisa ser mantido em bom estado, não deixe de seguir as nossas orientações. Saiba também que outra medida fácil e que pode ser muito útil é calibrar os pneus entre 20 e 30% acima do recomendado. Essa atitude evita que os compostos sofram deterioração.

Gostou do nosso artigo sobre os riscos de ter um carro muito tempo parado na garagem? Tem alguma outra dica para evitar problemas? Deixe um comentário!

Quer receber mais conteúdos como esse gratuitamente?

Cadastre-se para receber os nossos conteúdos por e-mail.

Email registrado com sucesso
Opa! E-mail inválido, verifique se o e-mail está correto.
Ops! Captcha inválido, por favor verifique se o captcha está correto.

Fale o que você pensa