Para o Motorista

Como fazer o seu planejamento financeiro pessoal?

planejamento financeiro pessoal

Como você cuida do seu dinheiro? O salário mensal é usado para pagar as contas à medida que elas surgem ou suas decisões financeiras são realizadas de modo consciente e organizado? Alcançar essa segunda realidade é possível por meio de um planejamento financeiro pessoal.

Colocar em prática um planejamento significa organizar as suas finanças e acompanhá-las de perto. Isso é importante porque faz com que seu dinheiro renda mais e você seja capaz de realizar projetos futuros com ele. Parece difícil? Confira este artigo e aprenda atitudes simples que fazem toda a diferença!

Controle o orçamento mental

O primeiro passo para estar no controle das suas finanças é montar um orçamento, registrando a sua renda e todos os seus gastos. Essa atitude permite que se tenha uma visão geral de como estão as suas finanças. Se existirem dívidas, elas também precisam ser registradas.

Hoje em dia, existem ferramentas que ajudam muito nessa tarefa de anotar as suas movimentações financeiras. O modo mais fácil é utilizando um aplicativo no celular, mas algumas pessoas também gostam de fazer esse controle por meio de uma planilha no computador. Veja o que for melhor para você e comece o quanto antes.

Uma facilidade que a tecnologia oferece é o cadastro das despesas por categorias. Dessa maneira, você vai saber exatamente com o que o dinheiro foi gasto ao final do mês — verá quanto pagou em alimentação ou atividades de lazer, por exemplo.

O objetivo de manter esses registros não é apenas o de acompanhar seu dinheiro, mas também conseguir fazer escolhas melhores com ele. Seguindo a dica de anotar todos os gastos, é possível avaliar quais deles podem ser cortados ou reduzidos para economizar.

Acompanhar os preços dos produtos

Uma estratégia muito útil para montar um planejamento financeiro pessoal eficiente é planejar as suas compras. Afinal, um dos maiores vilões da organização financeira são os gastos feitos por impulso. Com isso, não é incomum que as pessoas se arrependam de adquirir algo ou encontrem por um valor mais barato depois que já gastaram o dinheiro.

Para evitar isso, o indicado é resistir aos impulsos. Procure comprar apenas o que é necessário e lembre-se sempre de pesquisar preços antes de decidir. Geralmente, é possível economizar muito encontrando lojas mais baratas, fazendo as compras pela internet ou mesmo adquirindo itens usados em bom estado.

Outra dica para planejar as compras é fazer lista com o que você está precisando. Muitas pessoas já usam esse plano quando vão ao supermercado, mas a ideia vale para todas as outras compras. Está querendo um novo computador ou precisa comprar roupas? Liste o que é necessário e pesquise antes de comprar.

Planejar as despesas periódicas

Organizar-se para o pagamento de despesas frequentes também é um ponto essencial para manter seu planejamento financeiro pessoal. Quem tem carro está acostumado a pagar impostos, manutenções e seguro todos os anos. Os meses de cada conta podem ser diferentes, mas é possível se preparar para a chegada delas.

O IPVA, por exemplo, é pago no começo do ano. Muitos motoristas sofrem nesse período, pois a conta é adicionada a tantas outras, como impostos do imóvel, matrículas de colégio ou faculdade, material escolar etc. A melhor forma de passar por esse momento sem aperto financeiro é se planejar para ele.

Se você conhece a perspectiva de valor da conta e sabe em que mês ela será cobrada, já pode começar a juntar dinheiro para ela antecipadamente. No caso das revisões do carro, que nem sempre têm data certa para acontecer, o ideal é ter uma pequena poupança para oferecer segurança em momentos de imprevisto.

Escolher as melhores formas de pagamento

Se você quer ver seu dinheiro rendendo mais e deseja alcançar maior liberdade financeira, é preciso refletir sobre a maneira como tem pagado contas e feito compras. O primeiro cuidado é nunca atrasar pagamentos, pois as empresas cobram multas e juros quando isso acontece. Por isso, acompanhe as datas de vencimento dos seus boletos para não esquecer nenhum.

Outro ponto que merece atenção é evitar o uso do cheque especial ou do rotativo do cartão de crédito. Os juros cobrados nessas opções estão entre os maiores do mercado, o que é uma grande desvantagem para quem busca o planejamento financeiro pessoal. Ainda nesse aspecto, fique atento para procurar as melhores taxas quando for preciso fazer um empréstimo, consórcio ou financiamento.

Para o dia a dia, o pagamento à vista é, na maioria das vezes, a melhor opção. Isso porque ele promove organização financeira, já que você vê o dinheiro sair da conta imediatamente. Além disso, é uma forma de aproveitar descontos. Muitas lojas costumam dar abatimento para quem paga em dinheiro e certas contas, como o IPVA, beneficiam quem não parcela o valor.

Entretanto, essa não é uma verdade absoluta. O uso do cartão de crédito também pode ser muito vantajoso, principalmente em compras maiores e que não ofereçam desconto. Poder parcelar um grande valor (com planejamento) ajuda a manter o orçamento sob controle.

Também há o fato de que algumas empresas de cartão fornecem benefícios, como programas de milhas ou pontos. Assim, uma parte do dinheiro pago volta para você nessas vantagens. Em resumo, vale a pena avaliar cada situação e escolher a melhor forma de pagamento baseado nas suas possibilidades financeiras.

Economizar e poupar para o futuro

Um dos principais objetivos do planejamento financeiro é permitir que você avalie sua situação e tome decisões sobre ela. Assim, é possível economizar dinheiro no presente e usá-lo para realizar projetos de médio e longo prazo.

Portanto, a economia mensal não é seu único compromisso. É preciso, além de economizar esse dinheiro, poupá-lo. Ou seja, guardar determinada quantia de acordo com seus objetivos. Dessa forma, é preciso pensar no que você quer para o futuro e traçar metas para alcançar isso.

Quem sonha, por exemplo, em viajar com a família pode poupar o dinheiro que está sobrando para que depois de alguns meses esse projeto vire realidade. Investindo na organização financeira você consegue alcançar muitos outros objetivos — como trocar de carro, comprar uma casa, investir em um negócio etc.

Percebeu como é fácil colocar em prática um bom planejamento financeiro pessoal? Seguindo nossas dicas, você vai aproveitar melhor o seu dinheiro e com mais qualidade de vida. Com algumas mudanças pequenas na rotina é viável fazer escolhas financeiras mais eficientes. Aproveite!

E então, este artigo ajudou você a se organizar melhor? Assine a newsletter do blog e acompanhe conteúdos tão importantes como este!