Para o Mecânico

Manutenção de equipamentos da oficina: a importância e como fazer

equipamentos da oficina mecânica

Você já parou para pensar que a performance dos trabalhos em qualquer empresa não está atrelada somente ao investimento técnico dos serviços e à qualidade dos processos? Juntamente com esses fatores, a organização do ambiente laboral e a manutenção das ferramentas de uso cotidiano são de grande importância para garantir a produtividade do negócio! Quando nos voltamos para as oficinas mecânicas, a temática se torna absolutamente fundamental para a eficiência e a economia de tempo nas tarefas desempenhadas. Nesse contexto, uma boa prática para aumentar o desempenho dos serviços é realizar a manutenção de equipamentos da oficina regularmente.

Com essa ação, é possível prolongar a vida útil das ferramentas e melhorar o rendimento das máquinas. Além de economizar com trocas ou reparos de peças com defeitos mais graves devido à falta de revisões.

O problema é que, mesmo sendo tão importante, ainda são muitos os gestores que não dão a devida atenção a esse ponto dentro da oficina. Isso acaba comprometendo o crescimento do negócio. Para você não fazer parte dessa estatística nada favorável, confira aqui as informações que reunimos sobre a necessidade da manutenção dentro da oficina. Além disso, aproveite para acompanhar algumas dicas de como fazê-la adequadamente. Vamos lá?

Qual a importância da manutenção de equipamentos da oficina?

Manter uma rotina de cuidado e manutenção das ferramentas da oficina pode trazer inúmeros benefícios ao negócio. Isso porque pode alavancar desde a parte econômica aos aspectos operacionais. Conheça agora mesmo as 3 principais vantagens da adoção dessa prática!

Garante a segurança no ambiente de trabalho

A primeira grande vantagem de manter a manutenção dos equipamentos da oficina em dia surge na forma de aumento da segurança no ambiente de trabalho. Afinal de contas, ao fazer os ajustes necessários para o perfeito funcionamento das máquinas, você automaticamente evita a ocorrência de imprevistos que poderiam comprometer a integridade física dos funcionários.

Lembre-se sempre de que ferramentas em mau estado de conservação representam grande potencial de risco à saúde dos operadores. Isso porque seu uso, por si só, traz embutida a chance de ocorrência de acidentes. Ao providenciar manutenções periódicas para esses itens, por outro lado, é possível minimizar esse tipo de problema.

Assegura o bom funcionamento dos equipamentos

Além de aumentarem a segurança como um todo, as manutenções ainda contribuem para o bom funcionamento dos equipamentos da oficina. Isso influencia diretamente o tempo e a eficiência das tarefas realizadas. E não é para menos, já que ferramentas devidamente calibradas operam com rendimento máximo! Isso sem falar na redução drástica da necessidade de reparos durante seu uso, o que ajuda a elevar a produtividade da oficina.

Gera bons resultados para a oficina

Imagine a seguinte situação: ao fazer um serviço usando um equipamento descalibrado sem saber, um mecânico da sua oficina repara inadequadamente determinado veículo. Já pensou que esse descuido pode acabar gerando problemas graves para a empresa? Na melhor das hipóteses, seu negócio terá que lidar com a falta de confiança daquele cliente. Além do marketing negativo que ele fará com seu círculo de conhecidos.

A boa notícia é que basta cuidar da manutenção dos equipamentos para que os serviços prestados por bons profissionais sejam feitos com qualidade. E o melhor: isso gera resultados positivos para o negócio!

Por essas e outras, ficam mais que claros os motivos por que se deve dar máxima atenção a esse assunto, certo? Transformando essa prática em rotina, você elevará a produção interna da oficina e ainda aumentará a performance dos serviços. Isso logo se reflete nos lucros obtidos.

Como fazer a manutenção de equipamentos da oficina?

É preciso esclarecer o quanto antes para ninguém ter dúvida: é dever de todos os colaboradores realizar as devidas manutenções nos equipamentos e nas ferramentas. Bem como providenciar calibragens e regulagens, de forma a possibilitar o perfeito funcionamento de todos os componentes. Para você ter uma noção melhor, veja o passo a passo que montamos para ajudá-lo a tirar esse plano do papel!

Crie um calendário de manutenção

Para garantir a eficiência dos processos de manutenção dos equipamentos, é preciso estabelecer cronogramas e calendários específicos para cada componente. Dessa forma, todos saberão o que deve ser feito por quem, na hora certa. Oficinas sem essa gestão perdem muito em produtividade por terem que lidar recorrentemente com avarias nos equipamentos durante o trabalho. Sem falar que, nesse cenário, os profissionais não conseguem tirar o máximo de rendimento das ferramentas.

É isso mesmo: a programação de revisões é necessária para manter a organização e a produtividade da oficina. E o melhor é que já existem no mercado recursos tecnológicos capazes de ajudar o gestor nessa tarefa, sabia? Sistemas de software auxiliam na administração dos processos. Emitem relatórios com datas de manutenções, histórico de revisões e características específicas de cada equipamento, por exemplo. Assim, o serviço fica mais fácil para os mecânicos, economizando tempo.

Capacite seus funcionários

No fim das contas, a conservação dos equipamentos e o cumprimento do calendário de manutenção só serão possíveis se os colaboradores estiverem devidamente instruídos e qualificados para fazê-los. Muitas vezes, danos prematuros nas máquinas são ocasionados justamente por uso incorreto por pura falta de conhecimento. Isso tudo pode representar um grande prejuízo para a oficina.

É de extrema importância, portanto, investir na capacitação de todos os funcionários a respeito do correto manuseio dos equipamentos da empresa. Isso ajudará a minimizar os erros humanos.

Há fabricantes que já disponibilizam cursos e oferecem materiais educativos sobre o funcionamento e a operação dos produtos que comercializam, por exemplo. Por um motivo ou por outro, se você não tem acesso a esses conteúdos, busque informações. Há opções na internet ou recorra a outras empresas que já trabalham com o mesmo equipamento antes de partir para o teste cego na sua oficina! Assim garantirá uma maior durabilidade para as ferramentas.

Invista em itens de qualidade

Outro fator extremamente importante diz respeito à qualidade dos materiais de trabalho da empresa. Na prática, não são poucos os donos de oficina que acabam negligenciando aspectos técnicos dos equipamentos para dar preferência à economia na hora da compra. Mas esse é um erro gravíssimo, uma vez que os processos de serviços mecânicos exigem tanto esforço físico como precisão dos profissionais.

Ao terem que usar ferramentas de segunda linha, seus funcionários não conseguirão alcançar a mesma eficiência de atendimento, tampouco oferecerão a mesma qualidade nos serviços prestados. Além disso, será preciso fazer manutenções com mais frequência devido à inferioridade dos produtos. Pense bem: será que vale mesmo a pena economizar em equipamentos que trarão redução de produtividade e perda na qualidade dos processos?

Agora vamos fechar este post com chave de ouro! Como você já está mais por dentro das particularidades sobre a manutenção de equipamentos da oficina, aproveite para conferir também nosso guia sobre como expandir as vendas na oficina mecânica!