freio motor de caminhão

4 mitos e verdades sobre o uso de freio motor em caminhões

Ao longo da rotina de trabalho ao volante, é bem provável que você já tenha ouvido por aí diversas histórias e conselhos sobre o uso de freio motor de caminhão, não é verdade? Há quem recomende essa prática, e há também aqueles que levantam dúvidas a respeito da utilização do recurso — muitas vezes, infundadas.

Como você sabe, essa técnica consiste em controlar a velocidade do veículo apenas reduzindo as marchas, o que reduz o giro do motor. Por muitos não entenderem ao certo o que ocorre no veículo quando isso é feito, diversos mitos sobre o tema correm por aí.

Pensando nisso, decidimos falar neste post a respeito de 4 mitos envolvendo o uso de freio motor de caminhões e esclarecê-los de uma vez por todas. Acompanhe!

1. Usar freio motor prejudica o caminhão

Esse provavelmente é o principal mito sobre freio motor em que muitos acreditam. Muitas vezes, apenas porque essa ideia é transmitida por outra pessoa, há quem acredite e acabe passando o conceito para frente também.

Saiba desde já que essa afirmação não se justifica. A verdade é que não existem indícios que apontem para isso, mas sim para o contrário. Ou seja, a prática pode ajudar na conservação e no aumento da durabilidade de diversos componentes, especialmente aqueles envolvidos de forma direta na frenagem, como tambores, discos e pastilhas.

Isso acontece porque a técnica permite que a carga de trabalho aplicada sobre o sistema de freios seja reduzida. Assim, o pedal pode ser acionado com menos intensidade, apenas de forma a auxiliar na redução de velocidade do veículo, e também para pará-lo definitivamente.

O uso do freio motor confere ainda mais estabilidade de direção, sobretudo quando é preciso desacelerar a partir de velocidades mais altas. A cada marcha reduzida, você ganha mais controle sobre o veículo, situação diferente de quando apenas os freios convencionais são utilizados nessa situação.

2. Usar o freio motor de caminhão gera danos à caixa de marchas

Mais uma história comumente ouvida quando o assunto é freio motor e que podemos classificar como mito. A justificativa para muitos pensarem que seu uso pode danificar a caixa de marchas é achar que todo o esforço que o sistema de freio deixa de realizar acaba sendo transferido para esse componente.

Em primeiro lugar, é preciso entender que, a cada marcha reduzida, a rotação do motor também se torna mais limitada. Por isso, ao utilizar o freio motor, é importante cuidar apenas para que essas mudanças ocorram em faixas de rotação adequadas a cada troca.

De forma geral, basta sentir a diminuição da velocidade e a redução no giro do motor a cada marcha menor engatada. Se você tem pouca experiência com o freio motor, aos poucos perceberá mais facilmente qual é o momento certo de fazer essa mudança sem causar qualquer tipo de dano. Também notará que as condições podem variar de acordo com o peso da carga transportada, podendo ser necessário adequar o uso da técnica para uma frenagem eficiente.

Uma observação importante

A verdade é que as caixas de marchas são projetadas para trabalhar justamente com essa alternância de marchas. Dessa forma, a utilização do freio motor é apenas a aplicação dessa propriedade na prática, aproveitando-a para reduzir a velocidade do caminhão de forma muito segura.

3. O freio motor provoca superaquecimento do motor

Quando utilizado de forma correta, é muito pouco provável que o freio motor seja responsável por superaquecer o motor do caminhão. Especialmente após a popularização dos sistemas de alimentação por injeção eletrônica, essa situação se tornou um verdadeiro mito.

No momento em que o recurso é colocado em prática, a transferência de combustível para o motor é cessada pelo sistema. Da mesma forma, deixa de ocorrer a queima no interior do propulsor, o que é suficiente para evitar problemas relacionados ao aumento de sua temperatura interna. Mesmo que a rotação do motor pareça alta durante a redução de velocidade, o impacto disso na geração de calor é bem pequeno.

Há também os que acreditam que o uso do freio motor provoca o superaquecimento do motor por prejudicar a circulação do óleo lubrificante. Nesse caso, o entendimento é que a prática aumenta a pressão interna no cárter, onde o líquido fica armazenado, e que isso afetaria suas propriedades fundamentais. Como consequência, o óleo não seria mais capaz de garantir o arrefecimento necessário.

O que é mito e o que é verdade?

No entanto, a história não é bem assim. A verdade é que o óleo lubrificante é produzido para suportar condições de trabalho muito mais rígidas do que as eventualmente impostas pelo uso do freio motor. É claro que, para isso, também é fundamental que o óleo em uso esteja dentro do seu prazo de validade e em boas condições.

4. O freio motor de caminhão gasta mais combustível

Como já comentamos, a utilização do freio motor pode fazer com que o motor opere em rotações mais altas por alguns momentos. Em razão disso, pensar que seu uso acarreta maior consumo de combustível é até normal, mas é outro conceito que não passa de mito de mecânica de caminhão.

Afinal, você também deve se lembrar que dissemos que o sistema de injeção eletrônica é responsável por interromper a passagem do combustível quando o freio motor é utilizado. Isso significa que praticamente não há consumo durante o período em que o recurso é utilizado pelo motorista. Como a injeção eletrônica está presente na maior parte dos veículos hoje em dia, é bem provável que essa também não represente uma preocupação para você.

Como vimos ao longo deste conteúdo, utilizar o freio motor no caminhão é uma alternativa muito segura para reduzir sua velocidade em diversas situações. Além de não aumentar o consumo de combustível, a prática ajuda a preservar os componentes do veículo, o que reduz a necessidade de manutenção do caminhão.

Peças de qualidade

É claro que, para que tudo isso funcione bem e você rode tranquilo pelas estradas, contar com peças de qualidade em seu veículo é indispensável. Na hora de fazer essa escolha, prefira sempre marcas de confiança e que sejam reconhecidas no mercado, como a Fras-le.

Quer saber mais sobre nossos produtos? Então, dê uma olhada no nosso site descubra as melhores opções em peças para seu caminhão!

Quer receber mais conteúdos como esse gratuitamente?

Cadastre-se para receber os nossos conteúdos por e-mail.

Email registrado com sucesso
Opa! E-mail inválido, verifique se o e-mail está correto.