Autopeças Gestão de Oficina Para o Mecânico

Fornecedor de autopeças: aprenda como escolher um em 5 passos

Escolha de autopeças

O fornecedor de autopeças é um dos elementos mais importantes de uma oficina mecânica. Sim, isso significa que boa parte do seu reconhecimento e fidelização dos clientes vem de algo fora da sua empresa. Assim, saber como escolher bons parceiros é essencial para se fortalecer no mercado.

Mas como fazer essa negociação da melhor forma? As decisões sobre os fornecedores são vistas como um grande desafio na gestão da oficina. Afinal, falhas nesse processo podem trazer não só prejuízos financeiros, mas perda de clientes e realização de indicações negativas. Para evitar esses problemas, você precisa saber o que deve ser considerado na hora de escolher um fornecedor.

Foi por isso que preparamos este post especial, que vai servir como um guia prático para a sua escolha. Aproveite nossas dicas!

1. Procure uma empresa com experiência e boa reputação

É isso que os clientes buscam em uma oficina mecânica. Por isso, você deve procurar a mesma coisa das empresas com as quais pretende fechar parceria. Comprar as peças de um local reconhecido e com renome é a melhor escolha — pois dessa forma você tem mais garantias de que tudo dará certo.

Hoje em dia, é muito fácil ter acesso a informações. Isso porque os consumidores têm utilizado a internet para deixar comentários sobre as empresas com as quais negociam. Logo, você pode usar isso a seu favor. Pesquise por avaliações nos perfis das redes sociais das marcas, em fóruns online ou mesmo em alguns sites especializados em receber reclamações.

Todas essas fontes ajudam a ter clareza da reputação do fornecedor. E, mesmo que ele já tenha se envolvido em algum problema, é possível avaliar a capacidade que teve em resolvê-lo de maneira eficaz e em um prazo adequado. Dessa forma, você junta o máximo de informações que conseguir.

E é claro que a internet não extinguiu a tradicional propaganda boca a boca: colegas de profissão podem indicar excelentes fornecedores para você. Portanto, falar sobre o assunto com outros donos de oficina também é uma boa opção. É possível conseguir, inclusive, melhores condições de pagamento e prazo ao compartilhar indicações dessa forma.

2. Saiba com quais prazos de entrega ele trabalha

Você — como dono de oficina — sabe o quanto o prazo é um fator determinante para o atendimento ao cliente. Dependendo da agilidade oferecida, alguém pode decidir continuar ou não procurando os seus serviços. Assim, esse é um dos pontos que mais deve pesar na escolha de um fornecedor de autopeças.

Por isso, não deixe de conhecer os prazos e as condições de entrega da empresa com a qual você quer fechar parceria. Antes de fazer isso, é importante ter clareza sobre a sua demanda e o giro de estoque da oficina. Organize essas informações corretamente para conseguir boas negociações com o fornecedor.

É bem útil decidir por fornecedores que ficam perto de você, a fim de diminuir custos com transporte. Mas empresas mais distantes podem ter condições competitivas que valem a pena serem conhecidas. O importante é sempre construir uma relação de confiança. Assim, você vai ter certeza de que o fornecedor ajudará quando for preciso.

3. Pergunte sobre a política de troca ou devolução

É sempre bom estar preparado para a ocorrência de imprevistos em relação às peças. Isso porque algumas coisas podem fugir do seu controle, como o cliente desistir do conserto ou o mecânico reavaliar o carro e chegar à conclusão de que o problema está em outro componente. Nesses casos, contar com a flexibilidade do fornecedor é muito útil.

Lembre-se de que você tem as garantias do Código de Defesa do Consumidor. Ele determina um prazo de 7 dias para desistir de uma compra e de 90 dias para trocar um produto com defeito. Para fidelizar clientes, muitos fornecedores oferecem condições ainda melhores em suas políticas internas. Por isso, procure se informar sobre esse ponto antes de tomar uma decisão.

Comprar peças com garantia de procedência e prazos flexíveis para substituição ou devolução é uma vantagem competitiva para sua oficina. Com isso, você tem melhores possibilidades de gerir seu estoque e de resolver qualquer problema rapidamente. Para ter mais segurança, cheque também os canais de atendimento que a empresa disponibiliza para acolher esse tipo de demanda.

4. Foque na relação custo-benefício

Um dos maiores erros que você pode cometer ao escolher um fornecedor de autopeças é se preocupar apenas com o preço. Alguns donos de oficina acham que estão fazendo um ótimo negócio quando encontram uma empresa que vende peças baratas. Mas é necessário ficar atento para não cair em golpes e acabar adquirindo produtos falsos ou sem garantia.

Ao decidir por um fornecedor, você precisa pensar que a qualidade das peças vai impactar diretamente na sua relação com o cliente final. Se um componente não funcionar corretamente, você não terá problemas apenas com o fornecedor, mas também estará correndo o risco de perder clientes e ter sua imagem prejudicada.

Assim, as boas condições e a durabilidade da peça influenciam na satisfação e na fidelização dos motoristas. Por isso, busque sempre uma boa relação custo-benefício em vez de focar apenas no preço. Hoje, é possível fazer rapidamente uma busca por orçamentos na internet e desconfiar de valores que estão muito abaixo da média.

5. Registre todas as negociações e avalie o fornecedor

Durante o processo de escolha (e mesmo depois de fechar uma parceria) é importante manter os registros de tudo que for combinado. Assim, você pode avaliar a empresa ao longo do tempo e verificar se a relação continua vantajosa para ambos.

Para isso, guarde todos os orçamentos e notas fiscais, assim como as mensagens trocadas, e registre suas impressões sobre o fornecedor — tanto positivas quanto negativas. Essas informações vão ajudar você a resolver contratempos e propor novas condições quando for necessário. Elas também são válidas para que a outra empresa melhore seu serviço.

Escolher e gerir a sua relação com o fornecedor de autopeças com competência acarreta fatores competitivos para sua oficina. No mercado atual, fechar boas parcerias é útil para a manutenção e o crescimento de muitas empresas. Aproveite essas oportunidades!

Quer ler um pouco mais sobre o assunto? Então, assine nossa newsletter e receba mais conteúdos como este!

Powered by Rock Convert