Mulher mecânica: a história de quem está transformando esse mercado

Graças à luta promovida por longos períodos, as mulheres já conseguiram aumentar seu espaço na sociedade, abandonando a figura de uma mera dona de casa. Hoje, vemos muitas profissionais assumindo empregos e ocupando cargos importantes em diversos segmentos do mercado, em especial falaremos aqui da mulher mecânica.

Esta conquista acontece cada vez mais em espaços e áreas consideradas masculinas, como as oficinas mecânicas. Embora o caminho tenha sido muito complicado para as primeiras mulheres nesse espaço, foi graças a figuras como Wilma K. Russey que tudo começou.

Essa mulher mecânica era uma taxista que, já em 1915, especializou-se no meio para dar manutenção em seu próprio táxi. E, felizmente, não paramos por aí! Uma pesquisa recente apontou que a maioria dos brasileiros interessados em veículos é mulher (58%).

Se antes não passavam nem ao menos na frente de uma oficina, as mulheres agora não só a frequentam, como também acompanham as manutenções e revisões feitas nos veículos de perto. E algumas ainda são mecânicas de primeira linha. Confira o que preparamos sobre o assunto!

A trajetória da mulher mecânica

Com o crescimento da participação feminina no meio automotivo, a mulher mecânica é uma figura cada vez mais frequente nesse espaço. Mas, como foi sua jornada de inserção ao descobrir sua paixão pela indústria automotiva? Bruna Bornia, proprietária da Unique Auto Motors, revelou que sempre foi apaixonada por veículos.

Por fazer muito uso do seu carro ao trabalhar como motorista em baladas, ir a oficinas se tornou uma constante. “Nunca me intimidava com mecânicos, pois, por gostar, eu sempre entendi um pouco”. Porém, foi só em 2017 que resolveu criar a Unique.

Junto do marido, após um estudo no deficit de oficinas especializadas, confiáveis e que atendessem mulheres em sua cidade, entrou de cabeça na ideia. Mas, a caminhada de uma mulher mecânica não é fácil. Sem conhecimento profundo na área de mercado, Bruna prontamente foi à procura de especialistas: “havia realizado alguns cursos, mas a prática é bem diferente”, explica.

Os principais desafios da área

Entre os desafios encontrados, Bruna conta o quão difícil pode ser a jornada de uma iniciante, já que a disponibilidade de cursos é escassa. Muitas vezes, os conteúdos são voltados para mecânicos já experientes, ou palestras com um assunto específico, sem muito aprofundamento ou abrangência.

Além da dificuldade para encontrar cursos e qualificações, a barreira de aceitação por ser uma mulher foi um dos obstáculos mais difíceis de transpor. “Muitos que não me conhecem, chegam na oficina e passam reto por mim, ou perguntam pelo mecânico”, revela.

A empresária ainda diz que, quando fala que podem passar para ela qual é o problema, vem o semblante de desconfiança. “Mas, o melhor vem em seguida, quando percebem que eu entendo de mecânica e ficam sem mais perguntas ou questionamentos”.

Gestão de oficina e tecnologia

Bruna também fala sobre como olham para uma mulher quando se trata de trabalhar com as competências necessárias. Ela acredita que uma criação de laços de fidelidade com os clientes é essencial — principalmente quando se trata de mulheres que procuram ajuda na loja.

Nesse sentido, é crucial deixar o ambiente organizado e limpo, porque isso facilita na hora de mostrar seu profissionalismo. Ainda que seja difícil formar parceiros e captar fornecedores na região, com peças de qualidade, preços bons e fácil acesso a informações técnicas de determinado produto, Bruna completa que não é um mercado fácil, mas tem tudo para continuar crescendo.

O dia a dia da mulher mecânica

É preciso coragem e determinação para encarar ainda mais esse desafio, que é crescer na mecânica como mulher. Bruna Bornia, por exemplo, ainda enxerga certa discriminação ao atuar na área, relatando um momento que se recorda muito bem. Ela estava pesquisando um curso de solda para fazer alguns reparos em escapamentos. Ela e o funcionário, então, solicitaram um orçamento.

“O ministrante me perguntou para quem seria, e respondi, para mim mesma e um funcionário. Ele me respondeu, mas a senhora é mulher!”. Bruna disse que, sim, era mulher, frente a uma oficina e que, com certeza, entendia muito mais de carro do que ele entenderia na vida.

Embora o cenário esteja mudando, essa é uma situação que ainda pode ser recorrente. Acontece que, como a grande maioria das mulheres procura sempre por outras na hora que precisam de um serviço, essa atitude de sororidade ajuda a fortalecer o mercado e a jornada da mulher mecânica.

Quando pensa no que é necessário para a mulher se especializar nesse segmento, Bruna diz que entregar um bom serviço é essencial: “acredito que as mulheres não precisam provar para ninguém que são capazes de executar qualquer tarefa. A melhor resposta é fazer o trabalho direito. Não precisa ser uma competição, mas uma parceria”, frisa.

Uma boa pedida é tentar explicar também de forma didática, além de sempre se adaptar aos contextos e estudar as novas tecnologias. Isso sem falar da importância de focar no atendimento cordial e direto. Tudo isso demonstra domínio ao cliente, tornando todo o processo mais confiável.

Como a Fras-le pode ajudar?

Algumas mudanças, embora pareçam pequenas, podem fazer uma grande diferença nesse paradigma. Afinal, como fazer com que as mulheres se sintam bem e tenham plena confiança no serviço prestado? De que maneira incentivar a busca de mulheres por esse mercado?

A Fras-le procura sempre fazer parte desse processo de igualdade, caminhando junto das mulheres na oficina mecânica. Simples dicas de auxílio e até um atendimento especializado, por exemplo, já ajudam na inserção da mulher mecânica no mercado.

A oficina mecânica feminina é uma realidade, como é o caso da Oficina Amiga da Mulher. Esse projeto tem como proposta o empoderamento de mulheres motoristas, comprando essa luta e visando capacitar as clientes. O objetivo é trabalhar ajudando variadas empresas a prestarem serviços pautados na igualdade, na diversidade e na transparência. Isso faz com que vejamos uma mulher mecânica ocupando cada vez mais posições de destaque nesse mercado.

Gostou de saber mais sobre mulheres que estão transformando o mundo automotivo e mecânico? Então, não perca nenhuma novidade: assine a nossa newsletter! Basta cadastrar seu e-mail aqui embaixo!

Estoque para oficina mecânica

Quer receber mais conteúdos como esse gratuitamente?

Cadastre-se para receber os nossos conteúdos por e-mail.

Email registrado com sucesso
Opa! E-mail inválido, verifique se o e-mail está correto.
Ops! Captcha inválido, por favor verifique se o captcha está correto.