Para o Motorista

Direção defensiva: 6 práticas para considerar agora mesmo

direção defensiva

A manutenção preventiva do veículo e o uso de peças de boa qualidade são cuidados fundamentais para a sua segurança ao dirigir, certo? No entanto, além desses fatores, adotar práticas de direção defensiva também é muito importante para evitar acidentes.

Ensinado desde as aulas da autoescola, esse conceito deve ser observado por todos os motoristas quando estão ao volante. Afinal, os cuidados são muito simples e ajudam a reduzir consideravelmente os riscos a que estamos sujeitos no trânsito.

Pensando nisso, decidimos falar sobre as 6 principais práticas de direção defensiva que você deve conhecer e adotar hoje mesmo!

1. Mantenha uma distância segura do veículo da frente

Andar muito próximo ao veículo que está à frente nunca é uma boa ideia. Caso seja necessário realizar alguma manobra ou uma freada repentina, pode não ser possível evitar uma colisão se os veículos não estiverem a uma distância segura.

O CTB (Código de Trânsito Brasileiro) não estabelece uma distância exata ou a forma de medi-la. Entretanto, a recomendação de especialistas em segurança no trânsito é que os veículos mantenham 2 segundos de diferença entre eles.

Para fazer essa verificação, é só escolher uma referência estática na pista e começar a contar pausadamente depois que o veículo da frente passar por ela. Alguns modelos de carros já contam com sistemas de alerta de distância, que avisam quando o motorista se aproxima demais de quem está à frente.

Além de representar um grande risco à segurança, andar colado ao veículo da frente é considerado uma infração grave, de acordo com o artigo 192 do Código de Trânsito. Embora a aplicação de multa para esse tipo de situação não seja tão comum, esse cuidado não deve ser negligenciado por quem segue as práticas de direção defensiva.

2. Utilize os itens de segurança

Os itens de segurança presentes em um carro podem reduzir os riscos de acidente e também minimizar os seus danos. Portanto, eles devem ser frequentemente analisados pelo motorista para garantir que estão em boas condições.

Confira se há cintos de segurança para todos os ocupantes e utilize o seu assim que entrar no veículo. Não saia também sem se certificar de que o estepe, o triângulo, as luzes de sinalização e demais itens de segurança estejam em ordem e prontos para serem usados, se for preciso.

3. Observe atentamente os outros veículos

Ainda que tomemos todos os cuidados necessários para uma direção segura. Não podemos nos esquecer de que o trânsito é composto por diversas outras pessoas. Em muitos casos, elas podem cometer erros ou não adotar os mesmos cuidados de direção defensiva que você.

Ter atenção ao comportamento dos demais veículos na via nos ajuda a ter uma reação mais rápida e segura, caso seja necessário. Assim, é possível evitar os transtornos de se tornar vítima de um acidente provocado por outro motorista.

Para pedir passagem, dê preferência aos sinais luminosos e aguarde até que o veículo da frente tenha uma situação segura para trocar de faixa. Quando for necessário dar a passagem, procure visualizar com antecedência a aproximação do veículo que está mais rápido para ter mais tempo de ir para a direita.

Além disso, tenha cuidado especial ao ultrapassar ônibus e caminhões. Eles são veículos mais longos e exigem um trecho livre maior para que a manobra seja feita com segurança.

4. Planeje o seu trajeto com antecedência

Saber bem por onde está andando é uma ótima maneira de tornar a direção mais segura. Por isso, vale a pena se planejar para definir os melhores caminhos e fugir de possíveis obras, engarrafamentos, acidentes ou vias mal conservadas.

Este é um cuidado que muitos tomam ao dirigir por locais que nunca foram. Entretanto, avaliar as condições dos caminhos que fazem parte do nosso dia a dia também pode ser vantajoso para tornar o trajeto mais rápido e tranquilo.

Atualmente, com diversas opções de mapas digitais e aplicativos de GPS, é fácil conseguir essas informações com poucos comandos no smartphone. Mas lembre-se de nunca manusear essa ferramenta enquanto estiver dirigindo, pois isso é representará um grande risco à sua segurança no trânsito.

5. Avalie a sua condição física e mental

Guiar um veículo é uma atividade que exige total concentração e disposição do motorista. Considerando isso, a dica é nunca assumir a direção quando estiver com suas capacidades físicas ou mentais alteradas.

Grande parte dos acidentes de trânsito são ocasionados por motoristas que adormecem na direção. Isso faz do sono um grande inimigo quando estamos ao volante. Então, se sentir que já dirigiu demais, o melhor a fazer é procurar um local seguro para descansar e retomar a viagem depois de recuperar as energias.

Outras situações que merecem atenção é quando estamos doentes, nervosos ou abalados com alguma notícia. Tudo isso influenciará negativamente no desempenho ao dirigir e não deve ser ignorado pelos motoristas mais prudentes.

6. Realize a manutenção em dia

Vale a pena reforçar que a manutenção do veículo é fundamental para a segurança. Portanto, é também uma prática de direção defensiva à qual você deve dar importância.

Problemas mecânicos e elétricos são capazes de ocasionar diversos contratempos enquanto dirigimos. Eles podem provocar, até mesmo, a perda do controle do veículo. Esse é um risco muito grande, que, certamente, ninguém quer correr.

Para dirigir sempre com tranquilidade, verifique regularmente a condição do seu veículo. Confira o funcionamento do sistema de freios, da suspensão, transmissão, motor, assim como o estado dos pneus. Sempre dê preferência à manutenção preventiva, que é mais segura, simples e barata.

Quando for preciso substituir peças e componentes, escolha produtos de boa qualidade e de fabricantes confiáveis. Sempre que possível, opte pelos produtos indicados pela fabricante do seu veículo. Assim, você garante que rodará sempre com segurança, sem se preocupar com os riscos que um veículo com algum defeito pode representar.

Agora que você conhece as principais práticas de direção defensiva, aproveite para conferir o nosso post sobre os 6 itens que precisam ser de qualidade para a segurança do carro!