Confira os 6 cuidados que você deve ter com o seu carro no inverno

Diversos sistemas de um automóvel são sensíveis às variações climáticas. Especialmente às variações mais extremas, como os dias mais quentes do verão e o frio de um inverno rigoroso. Mesmo em um país tropical como o Brasil, é importante saber quais são os cuidados com o carro no inverno.

Em algumas regiões, são registradas temperaturas baixas o suficiente para gerar reflexos no funcionamento de um veículo. E o ano de 2020 trouxe uma realidade atípica, a pandemia de Covid-19, que fez com que muitos proprietários deixassem de usar seus carros no dia a dia. A estação de inverno no país está chegando e neste ano quais são os cuidados que precisaremos observar?

Quer saber mais sobre os cuidados que devem ser tomados com o seu carro no inverno? Selecionamos as 6 principais dicas para que você sempre possa contar com ele!

1. Mantenha o reservatório de gasolina sempre cheio

Em modelos mais antigos e abastecidos com etanol, pode ser difícil dar a partida em dias frios. A gasolina é menos sensível a tais variações por ter um poder calorífico superior, por isso eram instalados reservatórios para dar partida nos carros antigos e isso se manteve em grande parte dos atuais veículos flex.

Nesses veículos, o tanque de gasolina que auxilia a partida é acionado quando são registradas temperaturas abaixo dos 15 graus. Como essa temperatura é rara em algumas regiões, muitos proprietários são negligentes com essa peça.

Caso a gasolina desse recipiente esteja há muito tempo sem ser utilizada, o ideal é trocá-la por uma nova. Dê preferência a uma com maior octanagem, como as gasolinas premium. Estas são mais resistente aos efeitos do clima e à passagem do tempo e cumprem com maior eficiência a tarefa de auxiliar a partida em dias frios.

2. Tenha atenção com a bateria

O clima frio pode causar dificuldades à partida por duas razões: a falta de gasolina no reservatório e também a maior viscosidade do óleo lubrificante no motor do veículo. Dessa forma, são exigidas correntes mais altas da bateria e, quanto maior o número de tentativas para ligar o veículo, maior será o comprometimento do componente.

Caso a carga se esgote, você precisará de ajuda, seja para trocar a bateria por uma nova, seja para plugar a de outro carro na sua para auxiliar na partida do seu carro — técnica tradicionalmente conhecida como “chupeta”.

Para evitar problemas, além da manutenção do reservatório de gasolina, procure sempre colocar seu carro em funcionamento e, em dias mais frios. Evite deixar componentes eletrônicos ligados após o desligamento do motor e não acione rádio e faróis antes de dar a partida.

3. Ligue o ar-condicionado

Talvez a última coisa que você pense em fazer durante o inverno seja ligar o ar-condicionado do seu veículo, mas é preciso lembrar que ele também pode funcionar como aquecedor e essa é uma recomendação que deve ser seguida. Colocar esse sistema em funcionamento periódico reduz a necessidade de intervenções corretivas, pois ajuda a mantê-lo lubrificado e evita a proliferação de bactérias, que poderiam fazer mal à saúde dos ocupantes.

4. Calibre os pneus regularmente

Pode ser que você não se lembre de algumas das leis da física, mas a temperatura do ambiente é capaz de alterar a pressão e o volume dos gases, e isso pode afetar a calibragem dos pneus do seu carro.

Opte por manter a calibragem que está acostumado a colocar, exceto se houver recomendação do fabricante em sentido contrário, pois nessa hipótese o recomendado é segui-la.

A calibragem deve ser feita com os pneus ainda frios, isso é, sem que se tenha rodado muito com o carro antes. Faça isso no posto de combustível mais perto da sua casa, de preferência. Manter os pneus calibrados aumenta a vida útil, melhora a dirigibilidade do veículo e também ajuda a economizar combustível, pois será feito menor esforço mecânico para a rodagem.

5. Avalie a necessidade de trocar as palhetas de limpeza do para-brisa

O inverno costuma gerar consequências que afetam a visibilidade para o motorista, como o embaçamento do para-brisa. Este item pode colocar a segurança dos ocupantes e de terceiros em risco. Uma das formas de reduzir as chances de acontecer um acidente é manter as peças que podem atuar contra esse problema em boas condições.

As palhetas ajudam a desembaçar o para-brisa em algumas situações, assim como o ar quente emanado do painel do veículo, que também deve estar em pleno funcionamento. Quanto às palhetas, além do acionamento eletrônico regular, as borrachas que ficam em contato com o vidro também devem estar em boas condições. O inverno pode agravar o ressecamento e a perda da eficiência. O transtorno e os perigos são ainda maiores para quem terá que dirigir na chuva.

Esse ressecamento também incide sobre outras peças, que devem ter manutenção constante, como as mangueiras do veículo e as correias do motor e do alternador. A correia do motor faz a sincronização do cabeçote com a parte de baixo do motor e, quando ela arrebenta, pode gerar o entortamento das válvulas do cabeçote e danos aos pistões. Já a que atua junto ao alternador é a responsável por gerar energia e manter a bateria carregada.

6. Leve o seu veículo para uma oficina

Se você tem um mecânico de confiança, leve o seu carro periodicamente para a realização da manutenção do seu carro. Ele é o profissional apto a prestar os reparos e avaliar as peças que podem estar danificadas em razão do frio ou simplesmente pelo uso excessivo ao longo do tempo.

Quando feitas regular e preventivamente, as revisões ajudam a evitar maiores gastos gerados por componentes quebrados, como o entortamento das válvulas em razão do rompimento da correia dentada do motor.

Por isso, embora signifique um gasto no primeiro momento, é esse cuidado que fará com que você economize dinheiro e cumprirá a função mais importante: garantir a sua segurança e também a de quem anda com você.

Gostou das nossas dicas sobre cuidados com o carro no inverno? Então, aproveite para assinar a nossa newsletter e acompanhar conteúdos como este!

Quer receber mais conteúdos como esse gratuitamente?

Cadastre-se para receber os nossos conteúdos por e-mail.

Email registrado com sucesso
Opa! E-mail inválido, verifique se o e-mail está correto.