Saiba quando realizar a limpeza do ar-condicionado automotivo

Muitos motoristas acabam se esquecendo, mas a limpeza do ar-condicionado automotivo está entre os principais cuidados que devemos ter com um veículo. Quando ela não é realizada na frequência correta, não apenas o seu funcionamento pode ser prejudicado, mas também a saúde de quem está ao redor.

Mas, você sabe quais são os sinais de que o ar-condicionado do seu carro está precisando de uma limpeza? Ao longo deste post, vamos ajudar a identificar esses sintomas, para que você saiba quando e como essa manutenção deve ser feita, além de passar dicas de conservação, para que o ar do seu carro esteja sempre em boas condições. Acompanhe!

Como identificar a necessidade de limpeza do ar-condicionado automotivo?

Na maioria dos casos, a recomendação é a de que a limpeza do ar-condicionado automotivo seja realizada a cada seis meses. Esse é um período estimado de acordo com a vida útil dos filtros, o que é o primeiro indício de que o sistema precisa de atenção.

Mau cheiro

Outro sinal que não tem como deixar de notar é o mau cheiro que o equipamento passa a exalar quando está precisando de uma higienização. Essa situação ocorre quando fungos, ácaros e bactérias se acumulam no filtro de ar ou então no evaporador, que é o componente responsável pela circulação do ar no sistema. Em qualquer um desses casos, o mau cheiro se propagará pelo veículo assim que o ar-condicionado for ativado, tornando o ambiente desagradável para os ocupantes.

Vale ressaltar ainda que parte desses microrganismos se desprendem da tubulação do sistema e acabam saindo para o ambiente. O problema é que eles podem causar várias complicações no sistema respiratório humano, como alergias, asma e rinite.

Dificuldades para ventilar e manter o ar frio

Tenha atenção também quando o ar-condicionado automotivo apresentar dificuldades para ventilar e manter o ar frio, pois esse pode ser outro sintoma do acúmulo de impurezas no seu interior. Quando isso acontece, a temperatura desejada demora mais para ser atingida, exigindo que sejam selecionadas potências mais altas do que o normal para garantir o resfriamento do ambiente.

Além de prejudicar a eficiência do sistema de ar, esse problema causa aumento no consumo de combustível e bateria, resultando em uma verdadeira reação em cadeia no desempenho do veículo.

Como a higienização do ar-condicionado automotivo é feita?

De forma geral, a higienização periódica do ar-condicionado automotivo costuma ser um procedimento bastante simples e pode ser feito sempre que os sintomas que vimos forem percebidos. Existem no mercado diversos produtos de fácil utilização e que permitem a qualquer pessoa fazer por si mesma. Também é possível encontrar esse tipo de serviço em diversos locais, como em oficinas, em lava-rápidos e até em postos de combustíveis.

Para fazer a limpeza, é preciso ter um higienizador próprio e adequado para o equipamento do seu veículo. Esse produto é apresentado na forma de spray e pode ser encontrado em qualquer loja de materiais automotivos, supermercados e lojas online por valores acessíveis, que variam de acordo com a região.

Como fazer

Com o higienizador em mãos, acione o motor do veículo e ligue o ar-condicionado. Coloque no modo quente em potência máxima e mantenha a circulação de ar externa fechada. Deixe funcionar por alguns segundos para ajudar a secar a tubulação interna do sistema.

Feito isso, posicione o produto na vertical dentro do veículo, em direção à caixa evaporadora, e aperte a válvula até ela travar. Saia, feche as portas e aguarde até que todo o conteúdo do tubo de spray seja vaporizado, o que leva entre 6 e 8 minutos.

Em seguida, coloque o ar-condicionado no modo frio máximo e mantenha em funcionamento por mais 5 minutos. Depois desse período, o procedimento está finalizado e o motor poderá ser desligado.

Uma boa dica nessa hora é manter as janelas abertas para permitir a circulação de ar no interior do veículo, pois isso ajudará a eliminar rapidamente possíveis odores resultantes da aplicação do produto.

Como realizar a troca do filtro?

A troca do filtro de ar-condicionado automotivo, também chamado de filtro de cabine, é um procedimento que deve ser executado preferencialmente por um profissional de confiança. Como dissemos no início do artigo, a recomendação é que isso seja feito a cada seis meses, mas existem diversos fatores que podem influenciar nessa estimativa.

Veículos que circulam em trechos de terra, por exemplo, tendem apresentar problemas relacionados ao filtro de forma mais rápida. Isso também pode acontecer com quem utiliza o equipamento com frequência e em vias bastante poluídas. Seja qual for o caso, quando o componente apresenta acúmulo de impurezas, é fundamental realizar a substituição.

Há ainda situações que podem demandar uma manutenção mais profunda, caso seja preciso substituir o evaporador ou o compressor. Por isso, o ideal é realizar revisões periódicas para identificar possíveis problemas no ar-condicionado automotivo antes mesmo que os sintomas apareçam.

Como cuidar do ar-condicionado automotivo no dia a dia?

Além da revisão, existem outros cuidados que devem ser observados pelos motoristas para melhorar o desempenho do ar-condicionado automotivo.

Não é bom, por exemplo, deixar o equipamento desligado por longos períodos. Essa situação favorece o acúmulo de poeira nos componentes e o seu ressecamento. Ligá-lo pelo menos uma vez por semana por alguns minutos faz com que o ar circule pelo sistema e o mantém sempre em boas condições de uso.

Outra recomendação é dissipar o ar quente no interior do veículo antes de acionar o ar-condicionado. Especialmente depois de deixar o carro estacionado em locais de muito calor, é importante abrir as janelas para amenizar a temperatura interna, evitando forçar os componentes do equipamento.

Atente ainda para o uso do botão de recirculação de ar, que também pode causar sobrecarga no aparelho. O uso intenso do recurso também pode saturar o ar do interior do veículo, sendo desaconselhável para quando é preciso passar muito tempo dentro do carro.

Viu como a limpeza do ar-condicionado automotivo não é nenhum bicho de sete cabeças? Da próxima vez que o equipamento do seu veículo precisar de atenção, vai ser fácil tomar os cuidados necessários para ter sempre um ar puro e fresco dentro do carro.

Quer ficar por dentro das nossas próximas dicas sobre o universo automotivo? É só seguir nossas páginas nas redes sociais!

Quer receber mais conteúdos como esse gratuitamente?

Cadastre-se para receber os nossos conteúdos por e-mail.

Email registrado com sucesso
Opa! E-mail inválido, verifique se o e-mail está correto.
Ops! Captcha inválido, por favor verifique se o captcha está correto.

Fale o que você pensa