Fremax Para o Mecânico

Planejamento e controle financeiro na oficina em tempos de crise

planejamento e controle financeiro

Todo empreendimento deve contar com um planejamento e controle financeiro que considerem inúmeras variáveis, como os riscos provocados por uma crise econômica. Essa projeção apontará os meios que levarão ao crescimento do negócio e em qual velocidade, assim como a forma com que se resistirá a cenários desfavoráveis.

O desempenho que a sua oficina apresentou até então serve de termômetro para aquilo que virá nos meses seguintes. Racionalizar esses números por meio de uma análise que preveja os ganhos e despesas do negócio facilitará e muito a vida do empreendedor. Dessa forma, ele terá maior controle sobre os rumos do seu negócio.

Quer saber mais sobre planejamento e controle financeiro para oficinas? Selecionamos os principais tópicos para evidenciar a sua importância e o caminho para fazê-lo. Confira!

Por que o planejamento é importante?

Talvez você ainda não faça um planejamento financeiro em sua oficina, mas provavelmente faz em relação aos serviços prestados. A depender do modelo do veículo do seu cliente, da facilidade de se encontrar as peças e do tipo de reparo que será feito, você saberá dizer quanto será cobrado. Além disso, pode fazer uma previsão de quando será possível entregar o veículo ao cliente.

O tempo que será dedicado ao conserto desse veículo, em detrimento dos demais que também estejam em sua oficina, bem como as ferramentas e as mencionadas peças que farão parte do conserto, também são parte do seu planejamento. É isso o que dá fluidez aos serviços prestados pela sua oficina e torna ela rentável, um planejamento habitual e que já está inserido na rotina do seu negócio.

O mesmo deve ser feito em relação às finanças, incluindo o planejamento no dia a dia. Assim, a saúde financeira e o fluxo de caixa serão capazes de oferecer condições para o empreendimento continuar em atividade de forma perene e com menor vulnerabilidade em relação aos riscos do negócio, como as crises econômicas.

Como desenvolver o planejamento financeiro?

O primeiro passo para se fazer o planejamento financeiro de uma oficina é conhecer a situação em que ela se encontra. Essa análise atual e realista será a principal base para o seu planejamento financeiro, que usualmente compreenderá os 12 meses seguintes.

Essa análise deverá contemplar os desafios impostos, como questões relacionadas à concorrência e ao próprio espaço físico e instalações da oficina. As oportunidades e bons atributos também devem estar na análise inicial, como o nível de satisfação proporcionado aos clientes, se os preços são competitivos e os funcionários experientes e qualificados.

Fatores que impactam na eficiência do serviço prestado também devem ser ponderados. Entre eles estão a qualidade das peças e outros equipamentos utilizados no dia a dia e a eficiência dos fornecedores. Junto a isso, deve ser levantado o balanço patrimonial da oficina.

Ao conhecer a situação financeira atual, você terá as informações necessárias para fazer o planejamento financeiro da oficina, pois são os valores a se receber e a serem pagos que constarão nas prioridades geradas pelo planejamento. Recuperar créditos e sair da inadimplência são passos fundamentais para que se consiga ter um negócio financeiramente saudável.

Sua análise também deve evidenciar o histórico de receitas e despesas, para saber se o que se ganha é maior que aquilo que se gasta para a manutenção da oficina. Coloque tudo no papel, como os gastos com despesas fixas e variáveis e a média de faturamento mensal do seu negócio.

Por meio dessa equação, você saberá dizer quanto será necessário ganhar nos meses seguintes e poderá traçar metas e estratégias para que isso se torne realidade, como a prospecção de novos clientes. Se a situação financeira permitir, investir em marketing também pode ser uma forma de impulsionar o faturamento.

Como exercer o controle financeiro?

De nada adiantará ter feito um planejamento se ele não vier acompanhado de um rígido controle sobre as finanças do seu negócio. Com o planejamento, você obtém informações fundamentais, como o levantamento de custos fixos, que são aqueles que deverão ser pagos independentemente de quanto será o faturamento em determinado mês.

O controle exigido para que se consiga arcar com tais valores, bem como outras despesas variáveis, passa pelas dicas que serão elencadas a seguir.

Não misture as finanças pessoais com a da oficina

Esse é um erro que costuma ser cometido nos mais diversos tipos de negócios, e com as oficinas não é diferente. Para evitá-lo, quem tem o controle sobre as finanças deve criar meios que possibilitem a plena distinção entre os valores que integram o seu orçamento pessoal e aqueles que tem por finalidade a manutenção do negócio.

Isso pode ser feito por meio da estipulação de um salário mensal e, caso a oficina esteja em um bom momento financeiro, com uma participação pequena sobre os lucros do negócio. É necessário comedimento, para que indiretamente não seja feita a mistura que se pretende evitar.

Registre tudo

O controle envolve o registro de todas as movimentações financeiras do negócio, como compra e manutenção de ferramentas, pagamentos de despesas fixas e variáveis, assim como o recebimento pelos serviços prestados. Nada deve ser desprezado, pois a falta de registro, caso se torne uma rotina, pode resultar no desequilíbrio das contas.

Se a sua oficina trabalha com mais de um nicho (por exemplo, oferece serviços de funilaria, pintura e mecânica), é recomendado separar as despesas e os faturamentos de cada tipo de atuação. Isso ajudará a mostrar quais áreas são mais rentáveis e a identificar eventuais deficitárias.

Corte gastos

Algumas economias podem ser feitas sem que haja prejuízos ao serviço prestado. Um exemplo seria realizar a troca de lâmpadas por tipos mais econômicas, como as de LED. Não deixar equipamentos em stand-by e até mesmo retirá-los da tomada quando não estiverem em uso também ajuda a reduzir os gastos. Usar torneiras que gastem menos água, fazer impressões em frente e verso e buscar novos fornecedores são outras medidas que podem ajudar a controlar as despesas.

Agora que você sabe como fazer o planejamento e controle financeiro, baixe o nosso e-book e aprenda a expandir as vendas da sua oficina!