Como identificar e quais são os riscos de um combustível ruim?

Sabe quando você liga o carro e sente que ele dá aquela engasgada antes de começar a dirigir? Ou quando você está na rua e sente que o motor perdeu um poco a potência? Esses são alguns dos sinais de que você pode ter abastecido o veículo com combustível ruim. Chega a dar uma pontinha de raiva ao imaginar essa situação, não é mesmo?

Afinal, abastecer o carro anda bastante caro, e saber que pode estar jogando dinheiro fora é bem frustrante. Pior ainda é pensar que o uso de um combustível de qualidade duvidosa danifica peças importantes no seu veículo. Nesse caso, os gastos podem ser muito maiores, além de você ficar um tempo sem condução, enquanto ele fica na oficina.

Mas há formas de saber se o combustível que você compra nos postos que frequenta tem qualidade ou não. Esse é um dos pontos abordados neste artigo. Você também vai saber mais sobre a importância de dar atenção ao abastecimento, os riscos de usar um combustível ruim e como identificar a situação. Vamos lá?

A importância do combustível de qualidade

Muitas vezes, em busca da tão necessária economia, acabamos escolhendo o posto para abastecer nosso carro pelo preço anunciado na placa. Claro que isso é importante, mas a qualidade do combustível deve ser a sua primeira preocupação.

Afinal, sabemos que a adulteração é mais comum no Brasil do que gostaríamos de admitir, e isso pode causar uma série de problemas no seu carro. A velha máxima “o barato pode sair caro” vale muito nessa situação.

Como veremos a seguir, você pode dar a sorte de ter apenas alguns entraves corriqueiros, como o motor “engasgar” na hora de dar a partida. Outros, porém, podem ser mais sérios e afetar bastante o seu bolso, prejudicando o planejamento financeiro. Vamos falar mais sobre isso, a seguir.

Os riscos de um combustível ruim

Muito além do desperdício de dinheiro, abastecer com combustível adulterado pode levar a perdas de peças importantes para o funcionamento do seu carro. A lista passa pelo medidor do nível do tanque (a famosa boia), pela bomba, pelo filtro de combustível, pelas velas, pelos bicos injetores e atingir até mesmo o sensor de oxigênio e o catalisador, prejudicando, por fim, o sistema de escape. O estrago é grande, não é?

Você pode perceber se foi enganado na hora do abastecimento ao sentir sinais de falha na partida, aumento do consumo de combustível e perda de potência, basicamente. Se tudo isso acontecer ao mesmo tempo, é quase certeza de que usou gasolina ou álcool adulterado. Lembrando que, de forma isolada, esses podem ser sintomas de outros problemas no carro, ok?

Como identificar se um combustível é ruim

Diante de tantos problemas, o ideal é que você consiga identificar essa situação o quanto antes. Assim, pode salvar os componentes do seu carro antes que eles precisem ser trocados, certo? Alguns sinais indicam que você está usando combustível ruim, e é sobre eles que vamos falar agora.

Fique atento!

O primeiro conselho que damos a você é realizar um controle do consumo de combustível sempre que abastecer. A ideia é zerar a quilometragem e calcular a média de km/l que seu veículo costuma fazer. Repita isso sempre e observe o seu padrão de consumo. Se você não fez grandes mudanças de trajetos e, mesmo assim, gastar 15% ou 20% a mais de combustível, vale desconfiar.

Um ponto importante é saber que, por lei, a composição da gasolina pode ter no máximo 27% de etanol anidro. Mais que isso, pode começar a causar problemas na partida, se o seu motor for a gasolina. Se for flex, ou seja, também permitir abastecimento com álcool, a questão é mais econômica, mesmo.

Mas atenção: alguns fraudadores usam solventes na composição, pois eles ajudam a fazer a gasolina ser mais rentável, só que eles danificam, principalmente, as borrachas. Nesse caso, seu veículo poderá apresentar desgastes ou danos maiores às peças emborrachadas.

Você vai perceber isso checando se há vazamentos nas mangueiras. Já se houver queda na performance do motor, pode ser que impurezas tenham danificado ou entupido os filtros.

Álcool adulterado também é prejudicial

Muita gente acha que pode estar livre do combustível ruim se abastecer com álcool, mas isso é um engano. Se houver mais que 7% de água na composição, pode fazer com que haja corrosão das peças do motor.

Você pode perceber que isso está acontecendo se pingar muito líquido do escapamento, em especial, se o carro estiver em circulação há mais de 15 minutos. Fique de olho!

Por fim, é preciso ter cuidado com a adulteração com uso de metanol. A substância é proibida por lei, em especial, por ser altamente tóxica e também por deteriorar o motor. Está ouvindo aquele barulho de pino batendo? Pode ser um indício de uso do metanol!

Mais sinais de que você caiu no golpe do combustível adulterado

Para concluir, nossa recomendação é que você conheça bem o funcionamento do seu carro, ficando atento a barulhos ou a “comportamentos” diferentes após o abastecimento. Veja algumas dicas.

Preste atenção aos sinais que o painel mostra

Sabe aquele desenho de um motor no painel do seu carro? Se a luz amarela dele acender, pode ser que o problema seja causado por combustível ruim. Ela indica que há algo errado com a injeção eletrônica, pois o sistema é responsável por controlar a mistura necessária para causar a combustão e fazer o motor funcionar. Se houver adulteração, a luz permanece acesa, e o carro pode não reconhecer o combustível.

Observe se a necessidade de abastecer o carro anda maior do que o normal

Anda passando mais pelo posto do que o costume? Pode ser que o carro esteja consumindo mais, e esse é um dos possíveis sintomas de que o combustível é ruim. Se usou um estabelecimento a que não está acostumado, o sinal de alerta é ainda maior. Experimente abastecer em um posto conhecido, mesmo que esteja um pouco mais caro, e observe a média de consumo.

Sinta se a performance do veículo não sofreu mudanças

Perda de potência enquanto está dirigindo pode ser perigoso, em especial se acontecer na estrada, não é mesmo? Uma das causas desse problema é justamente o combustível adulterado. Vale a pena levar o carro para uma checagem em seu mecânico de confiança.

Perceba os “trancos” que o carro dá

Na verdade, costumamos dizer que o carro está engasgando, ou seja, ele falha, parecendo que vai “morrer”. Se isso acontecer com frequência, é mais um sintoma a que você deve dar atenção, ok?

Como você viu, é bem importante tomar cuidado para não usar combustível ruim no seu veículo. Procure encontrar um posto que tenha a recomendação de conhecidos seus e fique sempre de olho nos sinais que o carro dá, como a média de consumo e perdas de performance.

Leu tudo, mas ainda ficou com dúvidas sobre o assunto? Percebeu que alguma peça do seu veículo pode estar com problemas por ter usado um combustível ruim? Entre em contato conosco, que teremos o prazer de responder aos seus questionamentos!

Quer receber mais conteúdos como esse gratuitamente?

Cadastre-se para receber os nossos conteúdos por e-mail.

Email registrado com sucesso
Opa! E-mail inválido, verifique se o e-mail está correto.
Ops! Captcha inválido, por favor verifique se o captcha está correto.