Quero ser caminhoneiro, mas não tenho experiência. Por onde começar?

“Quero ser caminhoneiro, mas não tenho experiência.” Você tem dito essa frase e não tem ideia de como começar a colocar esse desejo em prática? Não se preocupe: ninguém nasce sabendo nenhuma profissão, viu? Claro que algumas pessoas podem parecer ter “o dom” para certas funções, mas, na maioria dos casos, é preciso se planejar, estudar as possibilidades e batalhar pelo que queremos.

Neste artigo, queremos ajudar você e iluminar essa jornada. A ideia é que conheça melhor a rotina do motorista de caminhão para entender se o seu perfil se encaixa a ela. Depois, vamos à parte mais prática, mostrando que habilitações você deverá ter para trabalhar como caminhoneiro. Por fim, você saberá mais sobre quais as opções de trabalho e os desafios da profissão.

Está preparado? Continue a leitura e tire suas dúvidas do caminho!

Como é a rotina de um caminhoneiro?

Uma das coisas que mais atraem as pessoas que decidem trabalhar como caminhoneiro está na sensação de liberdade que a profissão oferece. E também as possibilidades de conhecer diversos lugares, recebendo para isso. Mas é preciso um olhar mais aprofundado e cauteloso, pois a vida na estrada é também um pouco dura.

São dias, semanas ou meses circulando pelas rodovias brasileiras e, até mesmo, da América Latina, longe da família e sem uma rotina muito bem estabelecida. Então, é necessário ter bastante disposição para viver assim, concorda?

Até porque as operações envolvem buscar oportunidades, fazer orçamentos, conseguir o trabalho, planejar o trajeto, as paradas e abastecimento, carregar o veículo e fazer o transporte propriamente dito. Também é necessário cuidar para que haja um frete de retorno ou, ao menos, calcular qual será o custo de voltar com o veículo vazio, para não ter prejuízos.

Habilidades que a profissão exige

Diante disso tudo, quando pensamos na frase “quero ser caminhoneiro, mas não tenho experiência”, um bom ponto de partida é descobrir se você tem algumas das habilidades exigidas para ter sucesso nessa profissão. Veja as principais!

Ser organizado

Você deve saber planejar rotas, ou seja, conhecer as estradas que percorrerá, fazer os cálculos de custos do trabalho, fazer controle de entradas e saídas de dinheiro etc.

Ter disciplina

A sensação de liberdade oferecida por essa vida na estrada exige cuidado para que as finanças se mantenham em ordem e também conhecimento e rigor na obediência às leis que regem a profissão. Tanto pela sua segurança quanto para que não tenha que arcar com o prejuízo de multas, por exemplo.

Ter interesse em tecnologia

Não há mais como trabalhar como caminhoneiro sem saber aproveitar o que as inovações digitais têm a oferecer. Aplicativos como o Truck Help ajudam você a conseguir os melhores fretes, fazer orçamentos, ter acesso a serviços de manutenção e de emergência e muito mais vantagens.

O que você precisa para ser caminhoneiro?

Você leu até aqui e está certo que essa é realmente a melhor opção para sua vida profissional? Então, vamos à parte prática. Para começar, entenda o que é preciso fazer para obter as habilitações necessárias e exigidas legalmente para dirigir veículos pesados e faturar com isso.

Carteira de Habilitação

O primeiro passo, ao completar 18 anos, é tirar a carteira de habilitação na categoria B, que serve para veículos leves, ou A, para motos. Para veículos maiores, com mais de 3,5 toneladas, você precisará evoluir para a categoria C, que só pode ser tirada ao menos um ano após a primeira.

Nesse caso, já será permitido que você dirija caminhões de carga, mas eles não podem ser articulados. Portanto, você ainda não poderá ser motorista de carretas, ok?

Para chegar a elas, você terá que esperar mais um ano e pegar a habilitação na categoria D, que inclui, ainda, a possibilidade de transportar cargas perigosas ou dirigir veículos de transporte com mais de oito passageiros.

Por fim, um ano após tirar a CNH nas categorias C ou D, você poderá se habilitar para a E, que permite a condução de veículos com mais de um módulo. Para essas categorias profissionais, também é exigido que se faça o exame toxicológico.

Cursos específicos

Há algumas capacitações que você precisará fazer, além de tirar a CNH nas categorias que mencionamos, dependendo de como pretende atuar na profissão. O transporte de cargas perigosas, como combustíveis, é um exemplo disso.

Trata-se do MOPP, como é conhecido o curso de Movimentação Operacional de Produtos Perigosos. Você vai encontrá-lo no Sest Senat ou no Senai — é preciso confirmar na região onde mora. A carga horária pode ser de 40 a 60 horas.

Cargas especiais demandam que você faça o curso de Transporte de Cargas Indivisíveis, oferecido por algumas instituições como as que já mencionamos. Vale a pena pesquisar.

Além dos cursos obrigatórios, se você quiser se dar bem na profissão, pode ser importante procurar outros que ofereçam diferenciais para a sua carreira. Muitos deles podem, até mesmo, ser feitos online, como o de Gestão de Tempo e o de Custos e Nível de Serviço, do Sest Senat, ou treinamentos em marketing pessoal.

O que é melhor: trabalhar registrado ou ser autônomo?

Continuando em nossa busca a pergunta: “Quero ser caminhoneiro, mas não tenho experiência o que fazer? Você também precisará decidir de que forma quer trabalhar como caminhoneiro. Basicamente, terá que escolher entre ser registrado, autônomo ou agregado. Veremos mais sobre isso.

Autônomo

O profissional autônomo tem veículo próprio e precisa de um CNPJ, ao menos, como microempreendedor individual (MEI). Os lucros costumam ser maiores, mas dependem da sua capacidade de obter fretes e saber se planejar.

Funcionário

Sendo registrado, você trabalhará com o caminhão oferecido pela empresa, que também fica responsável pelos custos sobre o veículo. Além disso, terá um salário fixo e não precisará correr atrás dos fretes, mas costuma ganhar menos, então, vale para quem precisa de segurança financeira.

Agregado

É aquele que não é contratado como funcionário de uma empresa, mas conta com a fidelização do trabalho, ou seja, será chamado por ela para os serviços de transporte. Deve ter caminhão próprio e será responsável por seus custos de manutenção, por isso, deve ter habilidade de negociação.

Quais os desafios de um caminhoneiro?

Como dissemos, é importante reconhecer que, mesmo sendo uma profissão fascinante, há muitos desafios a serem superados por quem quer ser caminhoneiro, mas não tem experiência. Para começar, precisamos reforçar que a qualificação é um dos primeiros pontos a que você deve dar atenção para se diferenciar e conseguir bons trabalhos, ou seja, não ser apenas mais um tentando viver na estrada.

Cada vez mais, é exigido desses profissionais que sejam organizados, pontuais nas entregas e que saibam atender aos clientes com eficiência e educação. Fora, claro, as habilitações especiais, que exigem certificação, como vimos.

Condições das estradas

Outra situação é a infraestrutura brasileira: nossas estradas são conhecidas, em muitos lugares, por tornar a vida do caminhoneiro estressante e, até mesmo, perigosa.

Estamos falando das condições das vias, muitas vezes esburacadas e com pistas simples, mas também, dos roubos de cargas e outros problemas relativos à segurança pública. Para completar, há os custos de manutenção do veículo e dos combustíveis, que têm sofrido aumentos constantes nos últimos anos.

Então, continua com o pensamento “quero ser caminhoneiro, mas não tenho experiência”? Deu para perceber que há um longo caminho a ser percorrido, não é mesmo? Mas se essa for realmente a sua paixão, comece agora mesmo a buscar as qualificações necessária e siga o seu sonho!

Para ajudar você a entender um pouco mais sobre a profissão que deseja seguir, leia nosso guia sobre manutenção de caminhão.

Quer receber mais conteúdos como esse gratuitamente?

Cadastre-se para receber os nossos conteúdos por e-mail.

Email registrado com sucesso
Opa! E-mail inválido, verifique se o e-mail está correto.
Ops! Captcha inválido, por favor verifique se o captcha está correto.