Gestão de Oficina Para o Mecânico

Contratar um mecânico: aprenda como com esse passo a passo

mecânico utilizando um computador

A equipe de trabalho é uma das principais responsáveis pelo sucesso da oficina. Por isso, contratar um mecânico é um grande desafio na gestão de um negócio nessa área. De um lado, há diversos profissionais buscando um emprego. De outro, várias empresas abrindo vagas. Mas nem sempre isso é garantia de uma contratação eficiente.

Por que não? A resposta é que muitos detalhes podem atrapalhar o empresário na hora de contratar alguém. Assim, conhecer os cuidados essenciais da seleção de pessoal ajuda a evitar erros e fazer uma escolha correta. Afinal, um mecânico de confiança é uma figura indispensável na oficina.

Quer saber como garantir os melhores funcionários para sua empresa? Veja nosso passo a passo especial e contrate ótimos mecânicos a partir de agora!

Capriche na triagem de currículos

O primeiro contato que você terá com o candidato será por meio do currículo dele. Essa é uma fase delicada, pois nem sempre é possível colher informações suficientes apenas nesse documento. Outro ponto desafiador é conseguir um bom número de perfis profissionais para analisar — nesse aspecto, os meios de divulgação precisam ser bem planejados.

Hoje em dia, os anúncios das vagas são feitos prioritariamente pela internet. Ela tem maior alcance e traz um grande retorno para você. No entanto, também é uma boa ideia divulgar a oportunidade em jornais ou até mesmo em escolas que disponibilizam cursos para mecânicos. Entre os principais meios para recebimento do currículo estão a entrega presencial e o e-mail.

Uma dica interessante para conseguir bons candidatos para sua oficina é pedir indicação de amigos e colegas de profissão. Talvez familiares, empresários conhecidos e fornecedores parceiros conheçam pessoas que atuam na área. Eles podem, ainda, ajudar na divulgação.

Depois de receber um bom número de currículos, é hora de fazer a triagem. Ou seja, separar os melhores candidatos (que serão chamados para entrevistas). Ao avaliar os dados, dê atenção especial à formação do mecânico e às suas experiências profissionais.

Vale a pena observar se ele tem a preocupação de atualizar seus conhecimentos, a atualização de conhecimento técnicos é primordial para um bom desempenho da atividade.

Faça entrevistas

Embora seja fundamental, o currículo não traz informações suficientes para que você decida pela contratação de alguém. Depois da triagem, chega o momento de chamar os candidatos para um encontro presencial, no qual você fará perguntas para conhecê-los melhor.

Tome o cuidado de planejar a entrevista para que você não corra o risco de deixar perguntas importantes de lado. Se necessário, faça anotações em cada currículo para se lembrar de esclarecer dúvidas. Também tenha um roteiro geral com questionamentos que devem ser feitos para todos os participantes, não deixe de questionar sobre as habilidades técnicas dos candidatos para entender o nível de conhecimento de cada um.

Ao final de todas as entrevistas, você terá informações de todos os candidatos e poderá optar pelo candidato que melhor atenda a necessidade da sua empresa.

É importante também que você apresente a sua empresa, quais são suas necessidades, e informações sobre salário, benefícios, horários de trabalho entre outras informações ao candidato selecionado.

Observe com cuidado o período de experiência

Todo trabalhador é contratado, inicialmente, por um período de experiência. A duração dessa fase pode variar de acordo com o que você combina com o funcionário. Durante esse tempo, o mecânico já estará no seu quadro de funcionários, mas será testado e poderá não continuar ao fim do teste.

É importante esclarecer todos os pontos para prevenir dificuldades nessa etapa. Comunique claramente o que espera da atuação do profissional e compartilhe com ele os valores da empresa. Não deixe de ajudá-lo a entender processos e se alinhar à rotina. Quanto mais ele se sentir bem recebido e à vontade, mais poderá mostrar um bom trabalho.

Uma dica para facilitar esse processo é deixar o mecânico novo com os serviços menores — pelo menos nos primeiros dias, até que ele pegue o ritmo do local. Além disso, é útil orientar que os profissionais mais antigos prestem suporte a ele no que for necessário.

Na hora de avaliar o rendimento do candidato, você precisa ter clareza dos pontos que quer observar. A falta de planejamento dessa fase pode atrapalhar muito a sua busca pelo mecânico ideal. Fazer uma análise subjetiva, sem que você ou o profissional saibam exatamente o que está sendo observado, também não é o ideal.

O período de experiência não é um teste apenas para beneficiar a empresa. Também é uma oportunidade para o trabalhador conhecer o local e perceber se aquele é um espaço onde ele gostaria de continuar trabalhando. Assim, ambos estão se avaliando durante esse tempo.

Você deve investigar, claro, as habilidades técnicas do mecânico. Observe o conhecimento que ele tem da área, veja como os problemas são resolvidos na sua rotina profissional e em que pontos ele precisa melhorar. Além dessas competências, alguns aspectos a considerar são a proatividade e a rapidez.

Mas não se limite a identificar apenas o domínio técnico do profissional. Alguns indicativos relacionais também são muito relevantes. Por exemplo, a comunicação com os clientes e colegas, a capacidade para trabalhar em equipe, a pontualidade e a habilidade para lidar com a pressão e com o estresse etc. Esses são diferenciais competitivos importantes.

Invista em treinamento e capacitação

Ainda que você receba ótimos currículos e contrate um profissional excelente, ele dificilmente vai ser tudo o que você (ou o mercado de trabalho) espera. Isso é normal. Afinal, a cada dia o conhecimento se renova e, assim, é preciso absorver novas habilidades para continuar trabalhando com eficiência.

Por isso, a seleção de bons profissionais não deve ser o seu único objetivo. É preciso pensar também no treinamento dos funcionários que você contrata. Oferecer capacitações para o trabalho com equipamentos tecnológicos, por exemplo, é essencial quando você deseja modernizar a empresa.

Identificar pontos de melhoria e pensar em cursos e treinamentos é uma forma de integrar sua equipe e aproveitar o potencial de todos. Demitir um funcionário por ele não apresentar resultados satisfatórios em determinado aspecto nem sempre é a melhor opção. É possível investir na qualificação de alguém que tenha grande conhecimento técnico, mas pouca habilidade interpessoal, por exemplo. Assim, o funcionário cresce junto com a empresa.

Percebeu como contratar um mecânico envolve muitos detalhes importantes? Fazer essa seleção de maneira superficial pode trazer problemas para você no futuro. Por isso, o ideal é tomar todos os cuidados que permitem uma decisão acertada.

E então, este post foi útil? Aproveite para continuar lendo sobre o assunto: saiba por que investir na capacitação dos mecânicos na oficina.

Estoque para oficina mecânicaPowered by Rock Convert