consumo de gasolina

Consumo de gasolina: o que fazer se o consumo do seu carro aumentar

Por causa das crises que rodeiam a economia do país, o preço do combustível sempre foi um problema para os motoristas devido às variações constantes no valor. Só no ano de 2020, a Petrobras anunciou aumento de 2% no preço do diesel e 4% no da gasolina e, é claro, esse ajuste reflete no bolso do consumidor. Logo, a solução adotada pela maioria é a adoção de práticas que ajudam na redução do consumo de gasolina.

Afinal de contas, existem algumas medidas que, quando seguidas de forma correta, diminuem o consumo de combustível. Todas estão relacionadas à forma como você conduz e cuida do seu veículo.

Então, saber como dirigir bem e cumprir com os prazos de revisão faz toda a diferença. Veja como reduzir os gastos com a gasolina: continue com a leitura do artigo!

Confira o estado de cabos e de velas

A vela de ignição tem como responsabilidade garantir que a queima do combustível seja feita de maneira correta, nesse caso, sem desperdício. Por isso, fica claro que a falta de manutenção desse item afeta diretamente o consumo de gasolina.

E não é somente isso: uma vela desgastada ou muito suja contribui para o surgimento de outros problemas que afetam o funcionamento do motor e o desempenho do veículo como um todo. 

Sendo assim, uma das maneiras mais eficazes de reduzir o consumo de gasolina é mantendo as velas de ignição sempre em boas condições. Por ser uma peça que dificilmente os condutores lembram de verificar, a maneira mais segura de evitar que ela dê problema é mantendo o cronograma de revisões em dia.

Cheque o catalisador e o escapamento

A função do catalisador é basicamente transformar gases considerados tóxicos em gás carbônico, água e nitrogênio. Sendo assim, quando seu funcionamento não ocorre da maneira correta, é possível perceber o aumento no consumo de combustível e, sobretudo, na emissão de poluentes.

Sem contar que, quando a passagem dos gases é obstruída, tem como consequência a elevação da temperatura e o consumo excessivo de gasolina.

E como manter a conservação do catalisador? A resposta está na manutenção preventiva. Por meio dela, você consegue corrigir um problema antes mesmo que ele apareça. Dessa forma, ao manter as revisões em dia, é possível evitar uma série de problemas.

Lembrando que a utilização de gasolina de baixa qualidade (ou batizada) também afeta a funcionalidade dessa peça. Para saber se há algum problema em vista, basta observar se:

  • o veículo apresenta perda de potência;
  • requer um esforço maior para arrancar com o veículo;
  • a aceleração ocorre de forma lenta.

Evite exigir demais do motor do carro

Essa dica é destinada para aqueles motoristas que têm o “pé pesado”. A forma como o veículo é conduzido influencia muito no seu desempenho. Isso significa que quem dirige de maneira mais suave, com acelerações e frenagens progressivas, tem como vantagem o consumo reduzido de combustível e menos idas ao mecânico.

Já os motoristas que exigem demais do motor, por meio de aceleração e frenagem bruta, têm como consequência o aumento do consumo de combustível e o aparecimento de outros problemas oriundos desse hábito.

Faça uma boa gestão da caixa de marchas do automóvel

Como mencionamos no tópico anterior, a maneira como o veículo é conduzido reflete muito na sua performance. Então, assim, como é preciso ter toque suave na hora de acelerar e frear, também é necessário saber manusear e utilizar a caixa de marchas.

Dessa forma, evite fazer trocas de marcha com a rotação elevada demais. Além disso, não ande com o veículo desengatado. Diferente do que muitos pensam, andar na “banguela” consome mais combustível do que se o veículo estiver engrenado na marcha adequada.

Os pneus devem estar sempre com a calibragem correta

A calibragem correta dos pneus influencia (e muito) no consumo de combustível. Então, se você quer economizar nesse sentido, comece calibrando os pneus do seu carro, pelo menos, a cada 15 dias ― ou toda a semana, se as estradas pelas quais você trafega são muito irregulares. 

Para você ter uma ideia, pneus com calibragem incorreta podem contribuir com um aumento de até 20% no consumo de combustível. Isso acontece por causa da maior área de contato do pneu com o solo, que aumenta conforme o pneu esvazia, fazendo com que o motor utilize mais energia para manter o carro em movimento. Para saber qual é a medida correta dos pneus, basta conferir no manual do fabricante. Nele, você encontrará todas as orientações específicas para o seu modelo de veículo. 

Esteja atento ao alinhamento das rodas

O desalinhamento das rodas é outro fator que contribui com o aumento excessivo do consumo de combustível.

Por isso, o alinhamento e o balanceamento deve ser feito a cada 10.000 km ou sempre que notar os ombros do composto desgastados, veículo “puxando” para um dos lados em linha reta e o pneu “cantando” em curvas de baixa velocidade.

Troque filtros e lubrificantes no prazo correto

Além de aumentar o consumo de combustível, a falta de lubrificação e de troca dos filtros favorece o desgaste precoce de componentes do motor.

Por esse motivo, é de suma importância verificar o óleo toda semana e fazer a substituição no prazo e/ou na quilometragem estabelecida pelo fabricante. Lembrando que, a cada troca de óleo, os filtros também devem ser substituídos por novos.

Abasteça com combustível de qualidade

Como comentamos, utilizar combustíveis adulterados tem muitas desvantagens. Além de prejudicar o catalisador, esse hábito aumenta o consumo de gasolina e pode causar danos graves no funcionamento do motor.

Então, para se precaver dos prejuízos causados pela adulteração, é fundamental atentar à qualidade do combustível que você utiliza no seu veículo.

Reforçamos que, quando a substância é “batizada”, o rendimento do carro é reduzido de forma significativa. Por isso, abasteça somente em postos que sejam de confiança, ok?

Fique atento ao arrefecimento

Quando o sistema de arrefecimento apresenta problemas no seu funcionamento, normalmente, a válvula termostática trava na posição “aberta”, deixando livre a passagem do fluido de arrefecimento para o radiador.

Quando isso acontece, o motor funciona em temperatura abaixo do ideal fazendo com que o sistema de injeção libere mais combustível para a queima sem ter necessidade.

Essas foram as nossas dicas para você conseguir reduzir o consumo de gasolina. Percebe-se que a maioria delas são fáceis de ser seguidas, pois estão relacionadas com a forma como você dirige e cuida do seu carro. Tendo em vista as vantagens de ter o consumo de combustível reduzido, vale a pena inserir todas em sua rotina.

Achou este conteúdo útil? Então, compartilhe-o com seus amigos nas suas redes sociais. 

Quer receber mais conteúdos como esse gratuitamente?

Cadastre-se para receber os nossos conteúdos por e-mail.

Email registrado com sucesso
Opa! E-mail inválido, verifique se o e-mail está correto.